22 de fevereiro de 2011

É o fim do cavalheirismo



Em um mundo onde a mulher compete pela igualdade, não há porque ela exigir um tratamento diferenciado. Isso seria um contrassenso. Assim, em virtude da equiparação entre os sexos, o cavalheirismo deve ceder lugar à gentileza.

15 de fevereiro de 2011

Pessoas-testemunho

Em cada aspecto difícil da nossa vida, existe uma pessoa que nos serve como um testemunho. Seja de fé, de honestidade, de esperança, de força de vontade, de amor, de amizade. Mas quando nós precisamos, tem uma pessoa lá, à nossa frente, querendo mostrar que nós podemos acreditar.

E é simplesmente isso que todos nós precisamos intimamente: queremos acreditar. No nosso âmago, precisamos mesmo é de ter fé: no amor, na vida, em que tudo dará certo, nas pessoas que nos cercam, no destino que temos, nas escolhas que fizemos. A maioria das pessoas do mundo deposita essa fé em um Deus, que lhe dá mais força. Mas até quem insiste em negá-Lo precisa acreditar em alguma coisa. Senão a vida fica vazia e sem sentido!

Entretanto, certas vezes, mesmo tentando manter a fé, podemos deixar de acreditar no próximo ou deixamos de acreditar que o nosso rumo é o correto. Parece tão mais fácil seguir o caminho torto... É nesse momento que precisamos de uma pessoa-testemunho. Ela surgirá, mesmo que não seja identificada como tal.

Em um trabalho ruim, um colega lhe salva o dia. Quando você quase desiste da vida, alguém com mais dificuldade lhe mostra o que é persistência. Se você desacreditar das pessoas, aparece alguém de valor que lhe mostra que os bons princípios se encontram nas mãos corretas. Se você não aposta mais no amor, alguém lhe rouba o coração para lhe ensinar a amar.

Porque o fato é que, por mais que o mundo esteja repleto de desesperanças, há sempre alguém como você lá fora. Nem sempre no amor, porque nem sempre é a hora, mas alguém que irá lhe completar no companheirismo, na amizade, no conhecimento, na situação de vida. E cada uma dessas pessoas lhe ajudará a construir quem você é. Como você deve estar sempre buscando o melhor material para se construir, procure, modificando o seu próprio jeito de ser, as pessoas que atrairá para construir uma ilha de virtudes no mar revolto da vida.

Autora: Érica Marina

9 de fevereiro de 2011

Necessidade insolúvel de definição


Se eu estiver parada, preciso de uma posição; se estiver caminhando, preciso de um norte; se estiver em dúvida, preciso de uma decisão; se não precisar me definir, já morri. Até para andar sem rumo é preciso que eu decida assim.


Autora: Érica Marina

O que você faz quando se ofende?


Antes de se ofender, é preciso considerar que as pessoas, em geral, têm uma tendência comum de serem agressivas. Não necessariamente no mau sentido, mas elas são comumente criadas para serem combativas, competitivas, críticas. Se, diante disso, você encara a situação da mesma forma, com agressividade, cria-se uma inimizade que não tem razão de ser – pois talvez seja só uma questão de costume com o modo de ser do outro. Contudo, se você for humilde, compreensivo e atencioso na resposta, dará uma chance ao bom entendimento.

Também pode acontecer, por outro lado, que a intenção da pessoa seja mesmo lhe ofender. Mas por que motivo você deveria dar esse gostinho a ela? Não se comova com tentativas de lhe atingir. Se o que o outro disser for verdade, não adianta tentar se justificar. E mesmo que for mentira, ele não acreditará na sua argumentação ou não lhe dará ouvidos por que quer estar com razão. Assim, a melhor resposta a um insulto, é o silêncio. Parece difícil, mas é só questão de exercício. A mensagem abaixo, (da qual infelizmente desconheço a autoria) mostra que, quando o insulto é gratuito, se não o recebemos, ele fica com o portador.

6 de fevereiro de 2011

O foco é a superação

“É sempre a mente que falha primeiro, não o corpo. O segredo é fazer sua
mente trabalhar para você, não contra você.” (Arnold Schwarzenegger)


Toda vez que temos um vício ou um defeito arraigado no nosso modo de ser, é fundamental que compreendamos de onde ele vem. Fazer essa análise é de vital importância, pois seria mais difícil lidar com um mal cuja origem é desconhecida. Mas uma vez descoberta a fonte, ela deve ser estancada. Esse primeiro passo de autoanálise para avaliação dos próprios pontos fracos deve ser seguido por um direcionamento rumo à melhora pessoal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget