27 de junho de 2011

Espelho vazio


Agir estranho só existe para quem procura ser sempre o mesmo.
E a coerência é monótona, cansativa e antiartística.
Você não precisa representar seu próprio papel. Apenas seja.
Queira ser o que for para não ter que se prender a você.
Mudar de ideia é permitido sempre que com isenção de conveniência.


Autora: Érica Marina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget