22 de agosto de 2011

O que é gay está na moda?

Publiquei em novembro de 2010 um texto sobre homofobia e homossexualismo que é imbatível no número de visitas ao meu blog. Sempre quando não há divulgação de um novo texto, lá aparece ele como o mais visitado: dia após dia, semana após semana.

Isso me incomoda um pouco sob o ponto de vista intelectual: será que eu não consigo mais superar o texto que talvez seja o melhor que eu já tenha escrito? Comentei com uma amiga que eu não consigo trazer tantas visitas ao blog com qualquer outro texto... E eis que ela me respondeu: “é que esse assunto está muito na moda!” Será? Eu me pergunto: será mesmo por isso? Também escrevi sobre outros temas polêmicos, escrevi também leituras mais leves, mas eis que as estatísticas sempre apontam o mesmo artigo sobre a homofobia.

Quando escrevi aquele artigo eu tive medo: era um esforço pessoal de uma heterossexual em entender o homossexualismo e justificá-lo perante os preconceituosos, mas tentando vencer em mim mesma os meus próprios preconceitos. Um esforço de esticar a mão ao próximo e fazê-lo entendido, mesmo que eu não estivesse em sua situação. Pensei em pedir opinião de um amigo homossexual, mas tive medo de parecer ridícula no meu esforço de compreensão. Apesar disso, alguma coisa me diz que eu fui feliz na forma como expressei o pouco que posso compreender. Acho que o que justifica os acessos ao meu texto é que não existem outros sobre o tema que sejam do mesmo esforço de compreensão.
Pois o que é gay, definitivamente, não está na moda. O assunto vem sendo mais discutido, pois os homossexuais têm ganhado expressão e voz. Isso não significa que o mundo esteja aberto a discutir a homossexualidade. As pessoas como um todo não têm maturidade para isso. Se você leva esse tema a ser discutido, haverá quem diga: “Acho esse tema muito polêmico. Tem muitas pessoas cristãs no grupo.” Hein??? Quer dizer que uma pessoa de bom senso não pode ser ao mesmo tempo cristã?

Percebendo as dificuldades de inclusão social total, que seria sem preconceitos, sem rótulos, sem pré-julgamentos, dedico aquele meu texto a todos que se sentirem justificados por ele e desejaria que eu pudesse lhes compreender melhor.

Érica Marina



Ler o texto em questão:
Homossexualismo e homofobia: a querela deste século.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget