3 de setembro de 2011

Epifania programada



Em primeiro lugar eu escolho a honestidade. E com isso eu não quero dizer me permitir comentários ácidos, como muitos dos que se dizem honestos. Eu escolho ser honesta, por que eu sinto que uma força incrível me protege enquanto eu trilho o caminho correto. Eu ainda tenho fé.


Eu escolho ser correta comigo mesmo e fiel aos meus sentimentos. E com isso eu sei que posso ser feliz. Quero poder acreditar em mim mesma. Quero poder escolher minha vida. Quero poder conhecer meus erros passados ainda sim me amar. Quero poder escolher o futuro com liberdade.


Eu me amo! Como eu posso, às vezes, me esquecer disso? E quero poder me amar sem prejudicar ninguém. Que eu realize meus desejos e meus caprichos sem roubar o espaço de qualquer outro. Isso porque, para quem acredita, a vida é abundante.


Eu preciso às vezes pensar em mim mesma em um instante de epifania. E é nesse momento que eu vou sentir que a vida faz sentido e que um sentimento maravilhoso me completa em harmonia com o universo. Só isso basta, eu não deveria precisar de mais nada. E quando eu acordar do meu delírio, o mundo parecerá mais bonito, porque eu terei posto outros óculos.

Autora: Érica Marina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget