21 de outubro de 2011

A arte de doar


Se você é possessivo, pense bem antes de dar alguma coisa para alguém.  Isso é uma ação unilateral de alienação sem contrapartida: o objeto deixa de ser seu por sua livre e espontânea vontade e passa a ser do outro. Ponto final.

Ou seja, a doação não requer como contrapartida que o outro aprecie, que dê valor, que cuide bem do objeto recebido ou o que for. O receptor não tem que agir como você pretende que ele deveria só porque você cedeu algo. Não se trata uma troca de favores a não ser que fique estabelecida esta condição explícita.

Além disso, você deixa de ter controle sobre o objeto. Você perde os direitos de acompanhar, de cobrar, de ter de volta, de tirar um pedaço. Aquilo deixa de ser seu por sua própria decisão – e não há segunda decisão sua, a não ser que por benevolência do destinatário.

Se for para mudar de mãos em caráter de doação, é para esquecer que um dia foi seu. Isto, sim, é doação. O resto é empréstimo com juros.

Autora: Érica Marina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget